quarta-feira, 29 de abril de 2009

Feriadão chegandoooooooooooo!

Estarei ausente até 03/05 para curtir o feriadão do Dia do Trabalho sem culpa... rs! Bjs e um ótimo descanso a todos!!!







Calendário - Maio




01 · Dia Mundial do Trabalho

02 · Dia Nacional do Ex-combatente

02 · Dia do Taquígrafo

03 · Dia do Sertanejo

05 · Dia de Rondon

05 · Dia da Comunidade

05 · Dia Nacional do Expedicionário

05 · Dia do Artista Pintor

05 . Dia do Marechal Rondon

06 · Dia do Cartógrafo

07 · Dia do Oftalmologista

07 · Dia do Silêncio

08 · Dia da Vitória

08 · Dia do Profissional Marketing

08 · Dia do Artista Plástico

08 · Internacional da Cruz Vermelha

09 · Dia da Europa

10 · Dia da Cavalaria

10 · Dia do Campo


11 · Integração do Telégrafo no Brasil

12 · Dia Mundial do Enfermeiro

13 · Abolição da Escravatura

13 · Dia da Fraternidade Brasileira

13 · Dia do Automóvel

14 · Dia Continental do Seguro

15 · Dia do Assistente Social

15 · Dia do Gerente Bancário

16 · Dia do Gari

17 · Dia Internacional da Comunicação e das Telecomunicações

17 · Dia da Constituição

18 · Dia dos Vidreiros

18 · Dia Internacional dos Museus

19 · Dia dos Acadêmicos do Direito

20 . Ascensão do Senhor

20 · Dia do Comissário de Menores

21 · Dia da Língua Nacional

22 · Dia do Apicultor

23 · Dia da Juventude Constitucionalista

24 · Dia da Infantaria

24 · Dia do Datilógrafo

24 · Dia do Detento

24 · Dia do Telegrafista

24 · Dia do Vestibulando

25 · Dia da Indústria

25 · Dia do Massagista

25 · Dia do Trabalhador Rural

25 . Dia do Vigilante

27 · Dia do Profissional Liberal

29 · Dia do Estatístico

29 · Dia do Geógrafo

30 · Dia do Geólogo

30 · Dia das Bandeiras

31 · Dia do Comissário de Bordo

31 · Dia Mundial das Comunicações Sociais

31 · Dia do Espírito Santo

terça-feira, 28 de abril de 2009

Dia do Trabalho


Dia do Trabalho


Primeiro de maio é mais do que um feriado. Nessa data, os trabalhadores do mundo inteiro são homenageados pelas suas atividades. Com seu trabalho, todos contribuem para a nossa vida em sociedade. Uns plantam e colhem alimentos, outros ensinam em escolas ou constroem casas e edifícios. Há os que fazem pesquisas para descobrir a cura de doenças e também aqueles que se dedicam a cantar ou criar jogos de computador. Existem as mais diversas funções e todas têm importância. Afinal, nós dependemos uns dos outros para viver.


A data foi escolhida em 1889 para lembrar um acontecimento importante. No dia 1º de maio de 1886, os trabalhadores das indústrias de Chicago, nos Estados Unidos, organizaram greves para pedir melhores condições nas fábricas. Idosos, mulheres grávidas e até crianças trabalhavam mais de 13 horas por dia por salários muito baixos. Não tinham descanso nem nos fins de semana. Eles fizeram passeatas e, quando a polícia tentou acabar com o movimento, houve prisões, feridos e até mortos.


quinta-feira, 23 de abril de 2009

Dia das Mães - Um pouco de História



Dia das Mães: celebração com origens mitológicas


A origem da comemoração


Na primavera, a festa em honra a Rhea

A mais antiga celebração do Dia das Mães tem origem mitológica. Na Antiga Grécia, o início da primavera – período em que a natureza aparentemente "renasce" após o inverno – era celebrado com uma grande festa em honra a Rhea, esposa de Cronus e mãe de Zeus.



Mothering Sunday: um dia livre na Inglaterra

No século XVII, começou a ser comemorado na Inglaterra o Mothering Sunday (Domingo das Mães), no quarto domingo da Quaresma. Nessa data, os criados, que viviam na casa dos patrões, e os trabalhadores de fábricas eram dispensados para passarem o dia com a mãe e levavam consigo o mothering cake – um bolo – de presente para elas.




O dia das mães no mundo

Veja quando é comemorado o dia das mães ao redor do mundo:

• 2º domingo de maio – Estados Unidos, Brasil, Dinamarca, Finlândia, Japão, Turquia, Itália, Austrália e Bélgica
• 2º domingo de fevereiro – Noruega
• 2º domingo de outubro – Argentina
• 2º dia da primavera – Líbano
• 10 de maio – México
• 8 de dezembro – Portugal e Espanha
• Último domingo de maio – Suécia
• 4º domingo da Quaresma – Inglaterra


O Dia das Mães nos EUA

Nos Estados Unidos, o Dia das Mães foi sugerido pela primeira vez em 1872, por Julia Ward Howe, em Boston. Seria, na concepção dela, um dia dedicado à paz. A idéia não pegou, mas em 1907 a jovem professora Ana Jarvis e seus amigos começaram a organizar nova campanha, desta vez em West Virginia. Escreveram para políticos e ministros norte-americanos solicitando a instituição de um dia nacional de homenagem às mães. No mesmo ano, Jarvis convenceu a Igreja Episcopal, à qual pertencia, a celebrar o Dia das Mães durante a missa do segundo aniversário da morte de sua mãe (no segundo domingo de maio).

A campanha de Jarvis e seus amigos foi bem-sucedida e em 1910 ocorreu a primeira celebração oficial do Dia das Mães, instituída pelo governador do Estado de West Virgínia. Em 1911, quase todos os Estados norte-americanos já comemoravam a data. Três anos depois, em 1914, o presidente Woodrow Wilson decretou o segundo domingo de maio feriado nacional e instituiu-o Dia das Mães no país.


A data no Brasil

No Brasil, a comemoração do Dia das Mães foi introduzida pela Associação Cristã de Moços (ACM), que prestou homenagem às mães, em Porto Alegre, no dia 12 de maio de 1918. Em 1932, Getúlio Vargas decretou o segundo domingo de maio data nacional durante seu governo provisório.

Mas o hábito de presentear as mães ganhou impulso em 1949, quando vários proprietários de lojas de São Paulo, como Mappin, Slopper e Garbo, lançaram uma grande campanha publicitária incentivando a compra de presentes para as mães.



Excelente site para pesquisa: http://www.klickeducacao.com.br/2006/frontdoor/0,5884,POR,00.html

terça-feira, 21 de abril de 2009

Tiradentes

Para pintar bem bonito!

Dia de Tiradentes



Você já ouviu falar de Tiradentes?

Sabe quem foi ele?

Tiradentes chamava-se Joaquim José da Silva Xavier, nasceu em Minas Gerais em 1746, e ficou orfão dos pais ainda menino. Começou a trabalhar ainda jovenzinho como vendedor ambulante, depois tornou-se Dentista (daí o nome Tira Dentes). Posteriormente ingressou na carreira militar, chegando a Alferes. Na altura com a colonização portuguesa, os brasileiros eram prejudicados tendo de pagar altos impostos, destes o mais pesado era o que obrigava ao mineiro entregar a 5ª parte do seu ouro à coroa portuguesa.

Então um grupo de intelectuais da época, juntaram-se para modificar esta situação e muitas outras que traziam descontentamentos aos brasileiros, entre eles estava Tiradentes. Ocorre que um dos membros do grupo, Joaquim Silvério dos Reis, denunciou o grupo todo; ocorrendo consequentemente a prisão de todos. Tiradentes foi o único que continuou firme diante de seus propositos, sendo por isso enforcado a 21/04/1792, na cidade do Rio de Janeiro. Hoje existe no estado de Minas Gerais uma cidade com o nome de Tiradentes, uma digna homenagem ao martir da inconfidencia mineira.


Os 10 mandamentos da criança aos pais


1. As minhas mãos são pequenas: por favor não esperem a perfeição ao fazer a cama, desenhar, atirar e agarrar uma bola. As minhas pernas são pequenas: por favor abrandem para eu vos poder acompanhar.

2. Preciso de encorajamento para crescer. Por favor sejam brandos nas vossas críticas. Lembrem-se: podem criticar o que faço sem me criticarem a mim.

3. Os meus olhos não veem o mundo do mesmo modo que os vossos. Por favor deixem-me explorá-lo em segurança. Não me impeçam de o fazer sem necessidade.

4. Os meus sentimentos ainda estão tenros. Não impliquem comigo o tempo todo. Tratem-me como desejariam ser tratados.

5. As tarefas domésticas estão sempre a precisar de ser feitas. Só sou pequeno por pouco tempo. Por favor percam tempo a explicar-me as coisas deste fantástico mundo em que vivemos e façam-no de boa vontade.

6. Por favor não vão "fazer por cima" tudo o que eu faço. Isso dá-me a idéia de que os meus esforços nunca alcançam as vossas expectativas. Sei que é difícil, mas não me comparem a outras crianças.

7. A minha existência é uma dádiva. Cuidem de mim como é esperado, responsabilizando-me pelas minhas ações, dando-me linhas de orientação e disciplinem-me de um modo afetuoso.

8. Por favor não tenham medo de ir passar fora um fim-de-semana. Os filhos precisam de férias dos pais como os pais precisam de férias dos filhos. É uma bela maneira de mostrarem como a vossa relação é especial.

9. Por favor deem-me a liberdade para tomar decisões que me dizem respeito. Deixem-me falhar, para que eu possa aprender com os meus erros. Assim, um dia estarei preparado para tomar as decisões que a vida me exigirá.

10. Por favor deem-me todas as oportunidades para eu aprender e bons exemplos para eu seguir. Assim poderei tornar-me numa pessoa verdadeira e humana.


segunda-feira, 20 de abril de 2009

Dia das Mães

O Dia das Mães está chegando e começa a corrida por uma lembrancinha graciosa e que toque o coração desta mulher que soma várias outras num só corpo: a mamãe!
Estas são alguma dicas extraídas de revistas bastante conhecidas pelos educadores e que, embora não sejam atuais, podem nos ajudar muito.


Revista: "Guia Prático Para Professores de Educação Infantil" - nº 64 - Maio/2008



Revista: "O Guia da Professora - Educação Infantil" - nº 25 - Maio/2008





quarta-feira, 15 de abril de 2009

Dia do Índio







História dos Índios



Em 1500, quando os portugueses chegaram ao Brasil, estima-se que havia por aqui cerca de 6 milhões de índios.



Passados os tempos de matança, escravismo e catequização forçada. Nos anos 50, segundo o antropólogo Darcy Ribeiro, a população indígena brasileira estava entre 68.000 e 100.000 habitantes. Atualmente há cerca de 280.000 índios no Brasil. Contando os que vivem em centros urbanos, ultrapassam os 300.000. No total, quase 12% do território nacional, pertence aos índios.



Quando os portugueses chegaram ao Brasil, havia em torno de 1.300 línguas indígenas. Atualmente existem apenas 170. O pior é que cerca de 35% dos 210 povos com culturas diferentes têm menos de 200 pessoas.






Será o fim dos índios?



Apesar do "Dia do Índio", que é comemorado no dia 19 de Abril, não tem nada para se comemorar. Algumas tribos indígenas foram quase executadas por inteiro na década de 70 em diante, enquanto estavam fora de seu habitat, quase chegaram a extinção, foram ameaçados por epidemias, diarréia e estradas. Mas hoje, o que parecia impossível está acontecendo: o número de índios no Brasil e na Amazônia está aumentando cada vez mais. A taxa de crescimento da população indígena é de 3,5% ao ano, superando a média nacional, que é de 1,3%. Em melhores condições de vida, alguns índios recuperaram a sua auto-estima, reintroduziram os antigos rituais e aprenderam novas técnicas, como pescar com anzol. Muitos já voltaram para a mata fechada, com uma grande quantidade de crianças indígenas.



"O fenômeno é semelhante ao baby boom do pós-guerra, em que as populações, depois da matança geral, tendem a recuperar as perdas reproduzindo-se mais rapidamente", diz a antropóloga Marta Azevedo, responsável por uma pesquisa feita pelo Núcleo de Estudos em População da Universidade de Campinas.



Com terras garantidas e população crescente, pode parecer que a situação dos índios se encontra agora sob controle. Mas não! O maior desafio da atualidade é manter viva sua riqueza cultural.




Organização e sobrevivência do grupo



Os índios brasileiros sobrevivem utilizando os recursos naturais oferecidos pelo meio ambiente com a ajuda de processos rudimentares. Eles caçam, plantam, pescam, coletam e produzem os instrumentos necessários a estas atividades. A terra pertence a todos os membros do grupo e cada um tira dela seu próprio sustento.



Existe uma divisão de tarefa por idade e por sexo: em geral cabe a mulher o cuidado com a casa, das crianças e das roças; o homem é responsável pela defesa, pela caça (que pode ser individual ou coletiva), e pela colheita de alimentos na floresta.



Os mais velhos - homens e mulheres - adquirem grande respeito da parte de todos. A experiência conseguida pelos anos de vida transforma-os em símbolos de tradições da tribo.
O pajé é uma espécie de curandeiro e conselheiro espiritual.




Garimpeiros invadem as terras indígenas



Entre os povos ameaçados estão os Ianomâmis, que foram os últimos a ter contato com a civilização. Sua população atual chega a pouco mais de 8.000 pessoas. O encontro com garimpeiros, que invadem suas terras, trazem doenças, violência e alcoolismo. Entre os índios, os garimpeiros são conhecidos por outro nome: os "comedores de terras". Calcula-se que 300.000 garimpeiros entraram ilegalmente em terras indígenas na Amazônia. Mas o problema não é insolúvel. Na aldeia Nazaré, onde moram 78 Ianomâmis, foram expulsos pela Polícia Federal.



Permanece a questão de como ficará o índio num mundo globalizado, mas pelo menos já se sabe o que é preciso preservar.




O chefe da tribo



Os índios vivem em aldeias e, muitas vezes, são comandados por chefes, que são chamados de cacique, tuxánas ou morubixabas. A transmissão da chefia pode ser hereditária (de pai para filho) ou não. Os chefes devem conduzir a aldeia nas mudanças, na guerra, devem manter a tradição, determinar as atividades diárias e responsabilizar-se pelo contato com outras aldeias ou com os civilizados. Muitas vezes ele é assessorado por um conselho de homens que o auxiliam em suas decisões.




Alimento - pesca



Além de um conhecimento profundo da vida e dos hábitos dos animais, os índios possuem técnicas que variam de povo para povo. Na pesca, é comum o uso de substâncias vegetais (tingui e timbó, entre outras) que intoxicam e atordoam os peixes, tornando-os presas mais fáceis. Há também armadilhas para pesca, como o pari dos teneteharas - um cesto fundo com uma abertura pela qual o peixe entra atrás da isca, mas não consegue sair. A maioria dos índios no Brasil pratica agricultura.




Algumas tribos indígenas da Amazônia:



Arara
Bororo
Gavião
Katukina
Kayapó
Kulína
Marubo
Sateré - Mawé
Tenharim
Tikuna
Tukâno
Wai-Wai
Yanomami




Cultura indígena



O esforço das autoridades para manter a diversidade cultural entre os índios pode evitar o desaparecimento de muita coisa interessante. Um quarto de todas as drogas prescritas pela medicina ocidental vem das plantas das florestas, e três quartos foram colhidos a partir de informações de povos indígenas.



Na área da educação, a língua tucana, apesar do pequeno número de palavras, é comparada por lingüistas como a língua grega, por sua riqueza estrutural - possui, por exemplo, doze formas diferentes de conjugar o verbo no passado.




Ritos e mitos



No Brasil, muitas tribos praticam ritos de passagem, que marcam a passagem de um grupo ou indivíduo de uma situação para outra. Estes ritos se ligam a gestação e ao nascimento, à iniciação na vida adulta, ao casamento, à morte e a outras situações.



Poucos povos acreditam na existência de um ser superior (supremo), a maior parte acredita em heróis místicos, muitas vezes em dois gêmeos, responsáveis pela criação de animais, plantas e costumes.




Arte



A arte se mistura a vida cotidiana. A pintura corporal, por exemplo, é um meio de distinguir os grupos em que uma sociedade indígena se divide, como pode ser utilizada como enfeite. A tinta vermelha é extraída do urucum e a azul, quase negro, do jenipapo. Para a cor branca, os índios utilizam o calcário. Os trabalhos feitos com penas e plumas de pássaros constituem a arte plumária indígena.
Alguns índios realizam trabalhos em madeira. A pintura e o desenho indígena estão sempre ligados à cerâmica e à cestaria. Os cestos são comuns em todas as tribos, variando a forma e o tipo de palha de que são feitos. Geralmente, os índios associam a música instrumental ao canto e à dança.









sábado, 11 de abril de 2009

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Descobrimento do Brasil

Introdução




Em 22 de abril de 1500 chegava ao Brasil 13 caravelas portuguesas lideradas por Pedro Álvares Cabral. A primeira vista, eles acreditavam tratar-se de um grande monte, e chamaram-no de Monte Pascoal. No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil.



Após deixarem o local em direção à Índia, Cabral, na incerteza se a terra descoberta tratava-se de um continente ou de uma grande ilha, alterou o nome para Ilha de Vera Cruz. Após exploração realizada por outras expedições portuguesas, foi descoberto tratar-se realmente de um continente, e novamente o nome foi alterado. A nova terra passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Somente depois da descoberta do pau-brasil, ocorrida no ano de 1511, nosso país passou a ser chamado pelo nome que conhecemos hoje: Brasil.

O descobrimento do Brasil ocorreu no período das
grandes navegações, quando Portugal e Espanha exploravam o oceano em busca de novas terras. Poucos anos antes da descoberta do Brasil, em 1492, Cristóvão Colombo, navegando pela Espanha, chegou a América, fato que ampliou as expectativas dos exploradores. Diante do fato de ambos terem as mesmas ambições e com objetivo de evitar guerras pela posse das terras, Portugal e Espanha assinaram o Tratado de Tordesilhas, em 1494. De acordo com este acordo, Portugal ficou com as terras recém descobertas que estavam a leste da linha imaginária ( 200 milhas a oeste das ilhas de Cabo Verde), enquanto a Espanha ficou com as terras a oeste desta linha.



Mesmo com a descoberta das terras brasileiras, Portugal continuava empenhado no comércio com as Índias, pois as
especiarias (cravo, canela, gengibre, pimenta, noz moscada, açafrão) que os portugueses encontravam lá eram de grande valia para sua comercialização na Europa. As especiarias comercializadas eram: cravo, pimenta, canela, noz moscada, gengibre, porcelanas orientais, seda, etc. Enquanto realizava este lucrativo comércio, Portugal realizava no Brasil o extrativismo do pau-brasil, explorando da Mata Atlântica toneladas da valiosa madeira, cuja tinta vermelha era comercializada na Europa. Neste caso foi utilizado o escambo, ou seja, os indígenas recebiam dos portugueses algumas bugigangas (apitos, espelhos e chocalhos) e davam em troca o trabalho no corte e carregamento das toras de madeira até as caravelas.



Foi somente a partir de 1530, com a expedição organizada por Martin Afonso de Souza, que a coroa portuguesa começou a interessar-se pela
colonização da nova terra. Isso ocorreu, pois havia um grande receio dos portugueses em perderem as novas terras para invasores que haviam ficado de fora do tratado de Tordesilhas, como, por exemplo, franceses, holandeses e ingleses. Navegadores e piratas destes povos, estavam praticando a retirada ilegal de madeira de nossas matas. A colonização seria uma das formas de ocupar e proteger o território. Para tanto, os portugueses começaram a fazer experiências com o plantio da cana-de-açúcar, visando um promissor comércio desta mercadoria na Europa.






segunda-feira, 6 de abril de 2009

Máscara.

Esta foi a máscara escolhida por nós. Ficou simples e charmosa!
No dia da entrega dos ovinhos faremos uma maquiagem bem bacana para destacar a máscara.
Com certeza as crianças vão curtir de montão... e nós também... rs!





sexta-feira, 3 de abril de 2009

Calendário - Abril


01 · Dia da Mentira
01 . Dia da Abolição da Escravidão dos Índios - 1680
02 · Dia do Propagandista
02 · Dia Internacional do Livro Infantil
04 · Dia Nacional do Parkinsoniano
07 · Dia do Corretor
07 · Dia do Jornalismo
07 · Dia do Médico Legista
07 · Dia Mundial da Saúde
08 · Dia da Natação
08 · Dia do Correio
08 · Dia Mundial do Combate ao Câncer
09 · Dia Nacional do Aço
10 · Dia da Engenharia
12 · Dia do Obstetra
12 . Páscoa
13 · Dia do Office-Boy
13 · Dia dos Jovens
13 . Dia do Hino Nacional -1º Execução do Hino Nacional Brasileiro -1831
14 · Dia Pan-Americano
15 · Dia da Conservação do Solo
15 · Dia Mundial do Desenhista
15 · Dia do Desarmamento Infantil
16 . Dia da Voz
18 · Dia Nacional do Livro Infantil
18 · Dia de Monteiro Lobato
19 · Dia do Índio
19 · Dia do Exército Brasileiro

20 · Dia do Diplomata
20 . Dia do Disco
21 · Tiradentes
21 · Dia da Latinidade
21 · Dia do Metalúrgico
21 . Dia do Policial Civil
21 . Dia do Policial Militar
22 · Descobrimento do Brasil
22 · Dia da Força Aérea Brasileira
22 · Dia da Comunidade luso-brasileira
22 . Dia do Planeta Terra
23 · Dia de São Jorge
23 · Dia Mundial do Escoteiro
23 . Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor
23. Dia Nacional da Educação de Surdos
24 · Dia do Agente de Viagem
24 · Dia Internacional do Jovem Trabalhador
25 · Dia do Contabilista
26 · Dia do Goleiro
26 · Dia da 1ª Missa no Brasil
27 · Dia da Empregada Doméstica
27 · Dia do Sacerdote
28 · Dia da Educação
28 · Dia da Sogra
30 · Dia do Ferroviário
30 · Dia Nacional da Mulher

Porta Ovos de Páscoa

Material utilizado:


EVA de 2mm na cor que você preferir (o ideal é que seja branco, rosa ou cinza claro).

Tesoura

Estilete

Cola quente


Passo a Passo:


01. Recorte o molde cuidadosamente no EVA, não se esqueça de fazer o corte para encaixe nas patas da frente. Para cortar o desenho do rabo utilize o estilete, e vire para fora-trás.



02. Cole os olhos, nariz, orelhas, o laço e os pompons e deixe secar.



03. Dobre as patas traseiras para a frente, junte as patas B e A e encaixe em C.

Está pronto o porta ovos!

Molde do coelho porta ovinhos de páscoa:


Dica encontrada na página: http://blogartesanato.com/2009/01/porta-ovos-de-pascoa-de-eva/

Fases do Desenvolvimento do Desenho Infantil

Pesquisando um pouco mais sobre as fases do desenvolvimento do Desenho Infantil, encontrei uma matéria interessante postada pela educadora Marcela Damaris. Vale a pena conferir!

O desenho é anterior à linguagem escrita e é considerado uma das antigas formas de comunicação do ser humano (desenhos rupestres).É uma fonte frutífera de informação e compreensão da personalidade, sendo que ele não se constitui uma reprodução fiel da realidade e sim uma interpretação da realidade: uma maneira de ver as coisas e de se colocar diante delas. Segundo a psicanálise o inconsciente fala por meio de imagens simbólicas...

E segundo Lowenfeld o desenho tem as seguintes fases:

•Garatuja desordenada
•Garatuja ordenada
•Garatuja nomeada
•Pré-esquemática

GARATUJA DESORDENADA (1 A 2 ANOS):

Não tem consciência de que o risco é conseqüência de seu movimento com o lápis (RELAÇÃO TRAÇO-GESTO) Não olha para o que faz.Segura o lápis de várias maneiras, com as duas mãos alternadamente. Todo o corpo acompanha o movimento.Faz figuras abertas (linhas verticais ou horizontais), num movimento de vaivém.


GARATUJA ORDENADA (A PARTIR DE 2 ANOS):

Descobre a relação gesto-traço e se entusiasma muito. Passa a olhar o que faz, começa a controlar o tamanho, a forma e a localização no papel. Varia as cores intencionalmente. Começa a fechar suas figuras de formas circulares ou espiraladas.

GARATUJA NOMEADA (A PARTIR DOS 3 ANOS):

Representa intencionalmente um objeto concreto , através de uma imagem gráfica. Passa mais tempo desenhando. Distribui melhor os traços pelo papel descrevendo verbalmente o que fez e começa a anunciar o que vai fazer.Alguns movimentos circulares associados a verticais começam a dar forma a uma figura humana (esquema céfalo-caudal: a cabeça vai ser desenhada maior que o corpo.


PRÉ-ESQUEMÁTICA (4 AOS 6 ANOS):

Nessa fase aparece a descoberta da relação entre desenho, pensamento e realidade. Quanto aos espaços, os desenhos são dispersos inicialmente, não relacionados entre si.A representação da figura humana evolui em complexidade e organização: aparecem lentamente os braços, as mãos, os pés, muitas vezes com vários dedos, radiados, e às vezes aparece o corpo.A criança desta fase ainda não é capaz de organizar graficamente um todo coerente. Os objetos são desenhados de forma solta e a relação entre eles é subjetiva (posição satélite). Em relação a cor, a escolha é subjetiva e ligada as emoções do vivido.A elaboração da figura humana está intimamente ligada à significação simbólica que as diversas partes do corpo têm para sua história pessoal, para a forma como a criança se percebe frente ao mundo. Assim, omissões, sombreamentos ou distorções podem representar conflitos internos.

Enfim, é muito importante a criança ter oportunidade de se expressar seja através de desenho ou brincadeira. Dessa forma, estará vivenciando questões internas (muitas vezes conflitantes), ou seja, através do desenho e/ou brincadeira a criança "põe para fora" aquilo que ainda não dá conta de resolver. E cabe a nós, professores estarmos atentos as várias maneiras de expressões não-verbais (tão importantes quanto as convencionais), pois elas podem nos dar indícios do que a criança vive, experimenta ou sente. Portanto, fiquemos atentos!


Referências bibliográficas:
•Avaliação Psicopedagógica da criança de 0 a 6 anos/Vera Barros de Oliveira e Nádia A. Bossa (orgs.) – Petropólis, RJ: Vozes, 1994.
http://www.nead.unama.br/bibliotecavirtual/monografias/grafismo_infantil.pdfrafias/grafismo_infantil.pdf
•http://www.nead.unama.br/bibliotecavirtual/monografias

Cantinho da educadora: http://marceladamaris.blogspot.com/

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Desenvolvimento do Desenho Infantil

Pesquisa realizada por Alda Maria Pereira Rodrigues, professora de Ed. Visual em Viseu (Portugal).

"DESENVOLVIMENTO DA EXPRESSÃO GRÁFICA NA CRIANÇA"


Estádio da garatuja (2-4 anos)


1- Garatuja desordenada

G. R. - 1 ano

2- Garatuja Controlada
M. R. - 2 anos


3 - Garatuja identificada



B. R. - 3 anos


B. R. - 4 anos


Estádio de desenvolvimento psicológico (segundo Piaget): até aos 2 anos - período sensório-motor; 2 aos 7 anos - período pré-operacional.


Estádio pré-esquemático (4-7 anos)


S. M. - 5 anos



L. C. - 6 anos




Estádio de desenvolvimento psicológico (segundo Piaget): 2 aos 7 anos período pré-operacional.



Estádio esquemático (7-9 anos)

H. - 2º ano


F. - 3º ano



Estádio realismo nascente (9 aos 11 anos)


M. - 4º ano


A. - 6º ano - 11 anos

Estádio de desenvolvimento psicológico (segundo Piaget): 7 aos 11 anos- período das operações concretas.

Autores consultados: Piaget; Viktor Lowenfeld; Judith Burton; Herbert Read

Fonte: www.prof2000.pt/users/hjco/viseuweb/Gravasco/Sentir.htm